Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Orquestra Sinfónica Portuguesa abre temporada no Teatro Nacional S. Carlos

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/09/2017 Administrator

A Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP) abre hoje a temporada no Teatro Nacional de S. Carlos (TNSC), em Lisboa, sob a direção de Joana Carneiro, com um programa em que interpreta a Nona Sinfonia de Beethoven.

O programa do concerto, às 21:00, além da sinfonia do compositor alemão, inclui a obra "Restart", de Nuno da Rocha.

Segundo nota do TNSC, o programa "combina uma obra sinfónica de um jovem compositor português, Nuno da Rocha, com uma das mais conhecidas peças do repertório coral-sinfónico, a Nona Sinfonia de Beethoven, também chamada Sinfonia Coral devido ao seu último andamento incluir o célebre Hino da Alegria para coro e solistas".

Nesta apresentação, que abre a temporada sinfónica, participam o Coro do Teatro Nacional de São Carlos, e como solistas, a soprano Carla Caramujo, a meio-soprano Cátia Moreso, o tenor Marco Alves dos Santos e o baixo André Henriques.

Segundo o TNSC, Nuno da Rocha, de 31 anos, "é um dos mais notáveis compositores da nova geração". A peça "Restart" foi estreada a 08 de outubro de 2015 no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, pela Orquestra Gulbenkian, sob a direção da maestrina Joana Carneiro.

Segundo o compositor, citado pelo TNSC, "Restart" é "uma obra anarca". Trata-se, de "um pequeno coral de Bach numa tela do Francis Bacon, que ele nunca chegou a pintar", afirmou Nuno da Rocha.

A Sinfonia n.º 9 em ré menor, de Ludwig van Beethoven (1770-1827), desde a sua estreia, em maio de 1824, no Kärntnertortheater, em Viena, "marcou uma nova página do género sinfónico, influenciando nomes como Schumann, Brahms, Wagner ou Mahler".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon