Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Os pormenores da venda de Morata ao Chelsea

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/07/2017 Hugo M. Monteiro
© REUTERS/Darren Staples

Transferência do avançado espanhol já bate recordes no Real Madrid e em Espanha.

É a notícia que marca o mundo do futebol esta terça-feira. O Real Madrid acordou vender Álvaro Morata ao Chelsea a troco de 80 milhões de euros e já estabeleceu dois novos recordes, no que a mercado de transferências diz respeito.

O avançado tornou-se, desde logo, na venda mais volumosa de sempre do clube "merengue", superando os 75 milhões encaixados com a saída do argentino Di María para o Manchester United, em 2014.

Morata passou também a ser o jogador espanhol mais caro da história, tomando o posto que pertencia a Fernando Torres, por larga margem: em janeiro de 2011, o Chelsea pagou 58,5 milhões de euros para contratar Fernando Torres ao Liverpool. O pódio fica agora fechado com a transferência de Gaizka Mendieta, em 2001, quando trocou o Valência pela Lázio, por 48 milhões.

Alguns meios de comunicação espanhóis referem que o acordo celebrado entre Real e Chelsea contempla um valor adicional por objetivos, a juntar aos 80 milhões de base. A Marca avança que Morata deve assinar por cinco épocas e auferir nove milhões de euros por temporada nos campeões ingleses.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon