Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Papa pede a colombianos que se tratem como irmãos e se reconciliem com o meio ambiente

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/09/2017 Administrator

O papa Francisco deixou hoje uma mensagem aos colombianos, a dois dias da sua visita ao país, pedindo que se tratem como irmãos e que se reconciliem com o meio ambiente que está a ser explorado, considerou, "de uma forma selvagem".

"Sinto-me honrado por visitar esta terra rica em história, em cultura, em fé, com homens e mulheres que trabalharam no duro e com perseverança para que seja um lugar onde reina a harmonia e a fraternidade", disse o papa numa mensagem na rede social Twitter.

O papa Francisco é esperado em Bogotá na próxima quarta-feira e será o terceiro chefe da Igreja a visitar o país depois de Paulo VI e João Paulo II.

O chefe de Estado colombiano, Juan Manuel Santos, garantiu hoje que o país está pronto para receber Francisco "de braços e coração abertos à sua mensagem de amor e de reconciliação". O papa Francisco ficará na Colômbia até 10 de setembro.

Santos manifestou a sua alegria por poder "receber [o papa] num país que teve a capacidade de superar os ódios e os medos, para acabar com o conflito armado mais longo e penoso" da história da Colômbia, numa referência ao acordo de paz assinado em novembro último, após 52 anos de combates, com os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

O Presidente da Colômbia anunciou ainda que o Governo vai assinar hoje um cessar-fogo bilateral com o último grupo guerrilheiro ainda ativo no país, o Exército de Libertação Nacional (ELN), antes da visita do papa, esta semana.

Segundo o chefe de Estado colombiano, o acordo será assinado ao fim do dia em Quito, no Equador, onde decorreram desde fevereiro as negociações com o ELN, e o cessar-fogo entrará em vigor a 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon