Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Papa pede aos católicos colombianos um estilo de vida sem violência e de paz

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/09/2017 Administrator

O papa Francisco pediu hoje aos católicos colombianos para promoverem um estilo de vida que se traduza em atos de não-violência, de reconciliação e de paz, numa homilia celebrada no aeroporto de Medellín, noroeste da Colômbia.

Perante centenas de milhares de pessoas, Francisco dedicou a homilia de hoje ao "discipulado", a forma como os fiéis católicos devem seguir Jesus.

"Na Colômbia há tantas situações que reclamam dos discípulos o estilo de vida de Jesus, particularmente o amor convertido em gestos de não-violência, de reconciliação e de paz", disse.

A missa começou com uma hora de atraso devido à escassa visibilidade, com o sumo pontífice a agradecer às centenas de milhares de pessoas que o aguardaram sob chuva intensa pela sua paciência, coragem e perseverança.

O papa argentino recomendou aos fiéis católicos três atitudes para que sigam Jesus.

"O primeiro, ir ao essencial, que significa ir ao profundo, ao que conta e tem valor para a vida".

O segundo conselho foi o da "renovação": "Não devemos ter medo da renovação. A Igreja está sempre em renovação. Não se renova por um seu capricho, mas fá-lo de forma firme e baseada na fé, sem se afastar da esperança transmitida pela Boa Notícia".

A terceira atitude sugerida pelo papa foi "envolver-se", e adiantou: "Não podemos ser cristão que continuamente erguem o estandarte 'proibida a passagem', nem considerar que esta parcela é minha, apropriando-me de algo que não é absolutamente meu. A igreja não é nossa, é de Deus".

Francisco, que chegou na quarta-feira à Colômbia, onde estará até domingo, já esteve em Bogotá e em Villavicencio, tendo apelado à reconciliação entre os colombianos vítimas de uma guerra civil durante 52 anos.

Em novembro de 2016, o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia assinaram um acordo de paz que pôs fim ao conflito.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon