Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Parlamento aprova voto de pesar pela morte de Medina Carreira

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/07/2017 Administrator

A Assembleia da República aprovou hoje por unanimidade um voto de pesar pela morte do antigo ministro das Finanças Henrique Medina Carreira, homenageando "a sua experiência, sabedoria e exemplo de inconformismo e coragem".

O voto aprovado, na sequência do qual foi respeitado um minuto de silêncio, exprime "profundo pesar pelo desaparecimento de Henrique Medina Carreira e homenageia a sua experiência, sabedoria e exemplo de inconformismo e coragem, que marcaram a sua dedicação às causas públicas".

O texto aprovado, apresentado pelo PSD, lembra que Medina Carreira aderiu ao PS e desempenhou os cargos de subsecretário de Estado do Orçamento do VI Governo Provisório e de ministro das Finanças no primeiro Governo Constitucional.

No exercício destas últimas funções Medina Carreira "negociaria um empréstimo externo para atender a um grave desequilíbrio financeiro e que conduziria mais tarde ao primeiro programa de estabilização do Fundo Monetário Internacional (FMI) para Portugal", recorda-se no voto.

"Essa experiência marcou-o, bastante, sensibilizando-o profundamente para o problema das vulnerabilidades financeiras do país. Henrique Medina Carreira não voltaria a exercer funções governativas, mas nunca deixou de praticar incansavelmente uma cidadania ativa, que o tornou uma figura conhecida de todos os portugueses", lê-se no texto aprovado.

Henrique Medina Carreira, de 86 anos, morreu na segunda-feira num hospital em Lisboa, onde estava internado há cerca de um mês.

Nascido em Bissau em 14 de janeiro de 1931, Henrique Medina Carreira era nos últimos anos uma das vozes mais acutilantes em relação às opções políticas e em particular à estratégia financeira do país, que governou no I Governo Constitucional.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon