Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Parlamento iraquiano afasta governador de Kirkuk favorável a referendo curdo

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/09/2017 Administrator

O parlamento iraquiano anunciou hoje ter afastado o governador da região de Kirkuk, que decidiu organizar na sua província, contra as orientações de Bagdad, um referendo sobre a independência curda.

Em finais de agosto, o governador curdo Najm Eddine Karim anunciou que iria organizar a consulta na província -- uma das regiões iraquianas ricas em petróleo.

O governo central rejeita a realização do referendo, reivindicado por Erbil, a capital do Curdistão iraquiano.

O presidente do parlamento iraquiano, Salim al-Joubouri, inscreveu o afastamento do governador de Kirkuk na ordem de trabalhos do dia, alegando ter "recebido uma carta do gabinete do primeiro-ministro Haider al-Abadi" nesse sentido.

Os 173 deputados presentes na sessão de hoje aprovaram por unanimidade a exoneração do governador.

Nenhum dos deputados curdos estava presente já que, pela segunda vez esta semana, decidiram sair do parlamento em protesto contra votações hostis à realização do referendo.

Na terça-feira, o parlamento iraquiano tinha aprovado um voto contra a realização de um referendo no Curdistão iraquiano, considerando que a consulta é contrária à Constituição e é "perigoso para a unidade do Iraque".

Na província petrolífera de Kirkuk coexistem comunidades de árabes, curdos e turquemenos e integra o conjunto de zonas "disputadas", sob controlo de Bagdad mas reivindicadas pelo governo local em Erbil.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon