Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Passos Coelho diz que governo perdeu tempo na questão da descentralização de competências

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/09/2017 Administrator

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, considerou hoje que o Governo perdeu tempo em relação à questão da descentralização de competências a atribuir aos municípios, lamentando que se inicie um novo ciclo autárquico sem novas competências formais atribuídas.

"Infelizmente em quase metade da Legislatura o Governo perdeu demasiado tempo e com isso não permitiu que pudéssemos chegar ao fim deste ciclo autárquico com um projeto de descentralização mais efetivo a funcionar", apontou.

No final de um almoço que decorreu no concelho da Mêda, Passos Coelho sublinhou que "seria bom" que o novo ciclo autárquico pudesse ter início com a atribuição de mais competências formais aos municípios, desde que a reforma nesta matéria seja séria.

"Venha ela quando vier, nós estamos mais que disponíveis e interessados em reformas sérias e não feitas a correr, em cima do joelho e de qualquer maneira, para fazer de conta que se fez qualquer coisa para anunciar que se fez qualquer coisa. Isso não é o nosso hábito", referiu.

O presidente do PSD destacou que as pessoas conhecem "muito bem essa maneira de estar sempre a prometer coisas", tendo como horizonte temporal uma grande distância.

"Estamos disponíveis para uma reforma séria nesta matéria, mas venha ela quando vier, nada justifica que se desperdicem as competências e os meios que já existem para fazer melhor", evidenciou.

Ao longo da sua intervenção, Passos Coelho disse ainda que o país precisa cada vez mais de uma nova geração de autarcas, que possa "por em prática tudo o que são as competências que hoje têm" e que podem "ajudar a desenvolver as suas comunidades".

"Não precisamos todos de ter as mesmas riquezas a explorar. As riquezas e potenciais riquezas vão variando e às vezes temo-las à nossa frente e não as sabemos identificar e valorizar", concluiu.

Durante a manhã de hoje, Pedro Passos Coelho visitou o sítio arqueológico do Vale do Mouro, que considera que "precisa de ser desenvolvido" e aproveitado em termos turísticos.

Na sua passagem pelo concelho da Mêda, no distrito da Guarda, o presidente do PSD visitou ainda a Quinta do Vale d'Aldeia e a Adega ViniLourenço, onde decorreu o almoço de apoio ao candidato à presidência da Câmara local, Aires do Amaral.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon