Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Paulinho e a seleção: "Estando a jogar e a marcar..."

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/09/2017 Hugo Monteiro

Paulinho, avançado do Braga, aborda o jogo da Liga Europa com o Basaksehir e fala de um grande sonho.

Paulinho considerou que o Basaksehir tem poucos pontos fracos e discordou da ideia de o Braga ter mais experiência em competições europeias. "A equipa deles está recheada de jogadores internacionais, têm muitos jogos nas competições europeias. Se houver vantagem, até é para eles. Mas, vão ser 11 contra 11, cada equipa tem as suas qualidades. Com bola, vamos tentar impor o nosso futebol e, sem ela, vamos ter que trabalhar muito e sacrificarmo-nos pela equipa, mas é para isso que aqui estamos", afirmou.

© Hugo Delgado/Lusa

Proveniente do Gil Vicente, o avançado afirmou-se na equipa depois das saídas de Rui Fonte e Stojiljkovic e é o melhor marcador dos arsenalistas. "O facto de ter vindo da II Liga nunca me intimidou, nem me fez sentir inferior a alguém. Tudo o que colhemos é fruto do nosso trabalho e eu trabalhei para ser opção para jogar, alguém em que o treinador confiasse. Ainda não ganhei nada, porque isso conquista-se trabalhando diariamente", disse.

Paulinho afirmou ainda que, mais do que um sonho, chegar à seleção nacional é um objetivo. "Sonho é para qualquer jogador português. Estando num clube como o Braga, a jogar e a marcar, que é importante, claro que é um objetivo chegar lá. Trata-se de uma seleção que é campeã europeia, tem jogadores fantásticos, o melhor do mundo, mas claro que é um objetivo e é para isso que estou a trabalhar", afirmou.

Braga, primeiro classificado do Grupo C, com três pontos, e Basaksehir, segundo, com um, defrontam-se na quinta-feira, às 20:05, no estádio Municipal de Braga, nu jogo que será arbitrado por Matej Jug, da Eslovénia.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon