Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Paulo Sousa despede-se com uma derrota com o último, Crotone garante permanência

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/05/2017 Alcides Freire

Paulo Sousa não conseguiu vencer no último jogo ao serviço da Fiorentina

O Crotone conseguiu a permanência na I Liga italiana de futebol, ao vencer na última jornada a Lázio por 3-1, a culminar surpreendente recuperação na ponta final de campeonato, atirando o Empoli para a Serie B.

A equipa de Empoli, que se manteve sempre acima da linha de água, acabou por descer ao segundo escalão, ao perder em Palermo na 38.ª e última jornada, por 2-1, perante um adversário que já tinha o destino, de descida, traçado.

O Crotone terminou o campeonato em 17.º lugar, com 34 pontos, mais dois do que o Empoli, 18.º, ultrapassado na última jornada.

A Lázio tinha ainda a possibilidade de recuperar o quarto lugar, caso vencesse em Crotone, ultrapassando a Atalanta, que somava 72 pontos, mais dois do que a equipa romana, mas esta acabou por desperdiçar esse ensejo e quedar-se pelo quinto lugar, que dá acesso à fase de grupos da Liga Europa, onde também estará a equipa de Bérgamo.

De resto, a última jornada do campeonato italiano ficou marcada pelo elevado número de golos em quase todos os jogos, em particular no Torino-Sassuolo, que terminou com a vitória da equipa de Turim por 5-3.

© MAURIZIO DEGL'INNOCENTI

Golos também não faltaram no Inter-Udinese, nada menos de sete, com a equipa de Milão a vencer por 5-2, sem o internacional português João Mário, que nem sequer foi convocado, depois de ter sido punido pelo clube por ter abandonado o banco antes do termo do jogo frente à Lázio, após o treinador Stefano Vecchi ter operado a terceira substituição que significava a sua não utilização nessa partida.

Pior esteve a Fiorentina, que não foi além de um empate a dois golos frente ao lanterna vermelha do campeonato, o Pescara, que esteve a vencer a maior parte do tempo, o que se explica em parte pelo facto de o treinador português da equipa de Florença, Paulo Sousa, ter dado oportunidade a jogadores menos rodados, além da expulsão prematura, aos 38 minutos, de Frederico Chiesa, por acumulação de amarelos.

De resto, a equipa de Florença acabou por ser ultrapassada na tabela classificativa pelo Inter, que subiu ao sétimo lugar, que não serve de consolação para uma época muito apagada e aquém das expectativas.

A Juventus venceu a Serie A pela sexta vez consecutiva, com 91 pontos, seguido da Roma com 87, e do Nápoles, com 86.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon