Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Payet arrasa West Ham e explica saída: "Era um tédio"

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/03/2017 Hugo M. Monteiro

Internacional francês forçou saída do West Ham para voltar a França, onde atua ao serviço do Marselha

Dimitri Payet foi um dos nomes mais falados do mercado de inverno, mas não pelas melhores razões.

O internacional francês fez correr muita tinta em Inglaterra ao forçar a saída do West Ham, manifestando vontade de regressar ao Marselha. Payet terá mesmo afirmado que, caso os ingleses não o deixassem regressar a França, romperia "os ligamentos cruzados".

© EPA/SEBASTIEN NOGIER

Quase dois meses depois, o francês explicou os motivos que o levaram a deixar os "hammers". "Não queria jogar numa equipa que estava nos últimos lugares da Premier League. A maneira como entrávamos nos jogos, não gostava de ver a equipa jogar de forma tão defensiva. (...) Pode dizer-se que estava entediado, sim", revelou, em declarações ao L'Équipe.

"Estava a disputar jogos sem prazer nenhum. O Marselha contactou-me e a escolha foi rápida. Se tivesse esperado seis meses, teria perdido seis meses da minha carreira. Não hesitei", confidenciou, recordando o incidente que cimentou a decisão de deixar Inglaterra.

"Em dezembro, quando ganhámos ao Hull por 1-0, eles tiveram quatro bolas ao poste. Nos balneários depois do jogo, todo o plantel estava contente, apesar de o homem do jogo ter sido o poste. Aí percebi que não podia continuar e corria o risco de andar para trás. Precisava de um novo desafio", rematou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon