Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

PCP deseja "bom começo" no descongelamento de carreiras em 2018 e não aponta prazos

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/09/2017 Administrator

O líder do PCP desejou hoje um "bom começo" no descongelamento das carreiras da função pública e do setor empresarial do Estado, "já em 2018", sem definir qualquer prazo-limite para o processo.

"Não colocando o 'tudo ou nada', mas tem de haver uma evolução já em 2018 dessa questão. Não quantificamos, não calendarizamos", afirmou Jerónimo de Sousa, entre "arruadas" autárquicas em Alcácer do Sal e Grândola, dois municípios presididos pela CDU, que junta comunistas, ecologistas e cidadãos independentes.

O Governo garantiu na quinta-feira que o descongelamento das progressões das carreiras, em 2018, beneficiará "a maioria" dos funcionários públicos e o processo será concluído "em poucos anos", tendo o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE) revelado que este será feito entre 2018 e 2021.

"Não fiz contas, não tenho os elementos. O que consideramos é que um bom começo é fundamental porque um bom começo determinará os ritmos em relação a essa matéria tão sensível", continuou o secretário-geral comunista.

Jerónimo de Sousa recordou ainda as negociações para o Orçamento do Estado para 2017 (OE2017) e o que então ficou definido com o executivo do líder socialista, António Costa.

"Temos como ponto de partida a nossa posição, que ficou refletida no Orçamento do Estado para 2017, de que haveria o compromisso de descongelamento das carreiras a iniciar já no ano de 2018", lembrou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon