Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

PCP marca para quarta-feira debate de atualidade no parlamento sobre PT

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/07/2017 Administrator

O PCP agendou hoje para quarta-feira um debate de atualidade no parlamento sobre a situação na PT, agora propriedade da multinacional Altice, incluindo a situação dos trabalhadores, disse à Lusa fonte da bancada comunista.

Durante o fim de semana, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, fez várias referências à PT, chegando a pedir ao Governo do PS, no domingo, que utilize "todos os meios disponíveis para impedir" os negócios que a Altice está a desenvolver em Portugal, por considerar que "põem em causa o interesse nacional".

Neste tipo de debate, que se realiza antes do início da ordem de trabalhos do dia, o Governo "faz-se representar obrigatoriamente no debate através de um dos seus membros", de acordo com regimento da Assembleia da República.

Para Jerónimo de Sousa, "a concretizar-se, a anunciada compra pela Altice do grupo Media Capital, onde se inclui a TVI, e a intenção de criação de um banco dá expressão na progressiva concentração e domínio monopolista da economia portuguesa e de reforço de controlo dos grandes meios de comunicação social".

"A compra do grupo Media Capital, com um canal de TV, de larga audiência, da Plural, uma importante produtora de conteúdos, assume particular gravidade. A PT/Altice, que já dispõe do controlo da rede de transporte digital terrestre, do SIRESP, que já domina a maior operadora de cabo, a Meo, assumiria toda a dominação da produção, emissão e distribuição numa concentração sem precedentes, no setor da televisão", concluiu.

A Altice, grupo que comprou há dois anos a PT Portugal, anunciou na sexta-feira um acordo com a espanhola Prisa para a compra da Media Capital, dona da TVI, entre outros meios, numa operação que a empresa espanhola avalia em 440 milhões de euros.

A ERC tem de se pronunciar sobre a operação quando for contactada pela Autoridade da Concorrência (AdC), antes desta última dar o seu parecer sobre o negócio. O parecer do regulador dos media é vinculativo.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon