Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pedrógão Grande: Costa frisa que Estado só organizou fundo que tem 1,9 milhões de euros

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/09/2017 Administrator

O primeiro-ministro afirmou hoje que o Estado, na sequência da tragédia do incêndio de Pedrógão Grande, só organizou um fundo, o Revita, que tem 1,9 milhões de euros e é gerido conjuntamente com as autarquias e a sociedade civil. António Costa falava aos jornalistas em Lisboa, à entrada para a cerimónia de entrega do prédio Champalimaud de Visão, presidido pelo chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa. Sobre a controvérsia em torno da aplicação ...

O primeiro-ministro afirmou hoje que o Estado, na sequência da tragédia do incêndio de Pedrógão Grande, só organizou um fundo, o Revita, que tem 1,9 milhões de euros e é gerido conjuntamente com as autarquias e a sociedade civil.

António Costa falava aos jornalistas em Lisboa, à entrada para a cerimónia de entrega do prédio Champalimaud de Visão, presidido pelo chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa.

Sobre a controvérsia em torno da aplicação das verbas doadas por cidadãos às vítimas do incêndio de junho em Pedrógão Grande, distrito de Leiria, o líder do executivo declarou: "Depois do extraordinário movimento da sociedade civil, é essencial que os portugueses tenham toda a informação sobre o destino das verbas que doaram generosamente".

"As pessoas deram o dinheiro às entidades que entenderam. O Estado organizou um fundo, o Revita, que até ao momento só recebeu donativos no montante total de 1,961 milhões de euros. Relativamente às verbas do fundo Revita, as intenções de doação chegam até 4,9 milhões de euros, apesar de, efetivamente, só termos recebido até agora, 1,9 milhões. Sendo um fundo público, é gerido em conjunto com as autarquias e com a sociedade civil", disse.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon