Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pedrógão Grande: PSD exige informação sobre estado de saúde dos bombeiros e número atual de feridos

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/07/2017 Administrator

O PSD exigiu hoje ao Governo que disponibilize informação atualizada sobre o estado de saúde dos bombeiros internados e o número atual de feridos que permanecem hospitalizados na sequência dos incêndios de Pedrógão Grande.

Em declarações à agência Lusa, a deputada do PSD Teresa Morais explicou que o partido entregou hoje no parlamento uma pergunta que se destina à ministra da Administração Interna e ao ministro da Saúde porque é "inaceitável que o Governo não preste regularmente informação ao país de modo atualizado".

"O objetivo é a exigência de informação atualizada sobre o estado de saúde dos bombeiros internados e o número atual de feridos que permanecem hospitalizados", referiu.

Para Teresa Morais, é inadmissível que "o país não seja regularmente informado sobre o estado de saúde dos feridos em geral e dos bombeiros em particular".

"Não consideramos que esta falta de informação ao país seja aceitável até porque nós, deputados, em particular os do PSD, recebem pedidos de bombeiros colegas e até de familiares para tentar obter informação sobre o estado de saúde dos seus colegas e dos seus familiares. Isto não é admissível", criticou.

A deputada social-democrata recordou que durante o debate potestativo (obrigatório) que o PSD agendou na semana passada, o secretário de Estado disse sobre o bombeiro que tinha demorado 10 horas a chegar ao hospital, "que o seu estado era estável".

"A qualificação de estável por si só é insuficiente para saber como é que ele se encontra em termos de gravidade da sua situação", referiu, acrescentando que o "mesmo acontece em relação aos restantes bombeiros que foram queimados no incêndio de Pedrógão Grande".

Teresa Morais reiterou que o partido não vai deixar cair "este assunto cair no esquecimento".

"Há perguntas que fizemos e que até hoje não obtivemos resposta e nós não a deixaremos cair no esquecimento", assegurou.

O incêndio que deflagrou a 17 de junho em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, provocou pelo menos 64 mortos e mais de 250 feridos.

O fogo atingiu também os concelhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, no distrito de Leiria, e chegou aos distritos de Castelo Branco, através da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon