Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pedro Guerra: "Sinto-me envolvido numa vergonhosa cabala"

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/06/2017 Hugo M. Monteiro

O diretor de conteúdos da BTV, Pedro Guerra, abordou as acusações do diretor de comunicação e informação do FC Porto

Pedro Guerra reagiu às acusações de Francisco J. Marques, diretor de comunicação e Informação do FC Porto, que davam conta de uma alegada troca de e-mails com Adão Mendes, antigo árbitro da AF Braga.

© Fornecido por O jogo

O comentador afeto ao Benfica reiterou que se sente "envolvido numa vergonhosa cabala", destacando que a acusação é "caluniosa sobre o Benfica e sobre a arbitragem portuguesa".

"Sinto-me envolvido numa vergonhosa cabala. É falso, é mentira. Não tiveram a coragem de assinar a denúncia. Não me passa pela cabeça o diretor de comunicação que o diretor de comunicação do FC Porto tenha feito isto ao arrepio do FC Porto SAD. Isto é uma acusação caluniosa sobre o futebol português e sobre a arbitragem portuguesa. O Benfica anunciou que iria agir judicialmente, mas lamento que no banco dos réus não se sentem os verdadeiros autores morais, nomeadamente o senhor presidente do FC Porto", atirou Pedro Guerra, em declarações ao programa "Prolongamento", da TVI.

O diretor de conteúdos da BTV voltou a pedir a intervenção de Pedro Proença. "Há um homem que pode travar isto, que se chama Pedro Proença. A minha expectativa é que ele amanhã chame o presidente do FC Porto para pedir desculpa ao presidente do Benfica, ou acredito que o futebol português não tem forma de sair deste beco sem saída. Tem de haver mão firme para este tipo de comportamentos", acrescentou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon