Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pedro Proença: "A Liga está atenta ao que se passa nas claques"

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/04/2017 Rodrigo Cortez

Presidente da Liga explica que todos os jogos profissionais são monitorizados ao nível da segurança desde quatro horas antes até 90 minutos depois

© Gustavo Bom / Global Imagens

Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, garantiu que a entidade que dirige está bem acordada relativamente aos fenómenos violentos que têm rodeado o futebol português.

"Os últimos acontecimentos levaram a uma reflexão profunda", declarou Proença, salientando que "há um caminho a trilhar" para combater a violência, que "tem que ser feito com todos e por todos" e que "a Liga está muito atenta a estes fenómenos, nomeadamente à violência e ao que se passa nas claques".

Proença lembrou que "desde há dois anos" a Liga tem monitorizado todos os jogos entre equipas profissionais, nomeadamente durante a realização dos mesmos, mas também "quatro horas antes e 90 minutos depois", tendo assim acesso "a informação detalhada relativamente ao que acontece ao nível da segurança".

O dirigente-mor da Liga proferiu hoje estas declarações durante uma conferência realizada na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa, num painel subordinado ao tema "Segurança em eventos desportivos, em particular o futebol: que desafios e que opções?", no qual também participaram Rui Pereira (ex-ministro da Administração Interna) e João Alvelos (tenente-coronel que é membro do Observatório sobre Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo)

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon