Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pedro Proença fala da violência sobre os árbitros e recorda passado

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/03/2017 Alcides Freire

Pedro Proença falou esta quinta-feira, à margem do Football Talks 2017, no Estoril, das suas expectativas para o clássico do próximo dia 1 de abril entre Benfica e Porto. O presidente da Liga referiu também a questão das arbitragens.

"Vamos ter um clássico absolutamente fantástico, com casa cheia, vai ser uma festa e um hino ao futebol", afirmou Pedro Proença. Sobre a crispação em torno da arbitragem, Pedro Proença defendeu que o fenómeno não é apenas nacional, que nos outros países também acontecem casos de violência física e verbal sobre os árbitros, mas garantiu não estar inconformado e existir um trabalho a fazer que leva o seu tempo.

© FPF

"Obviamente estou inconformado, as coisas podem ser diferentes e melhoradas, é da responsabilidade dos dirigentes, jogadores, árbitros, media, todos nós temos de aprender que este é o caminho", afirmou, dizendo que, enquanto antigo árbitro, foi também vítima no passado de ameaças e atos de violência física.

"A arbitragem não está nas competições profissionais, enquanto ex-árbitro e atual presidente da Liga, todos nós condenamos o que se passou. Está a falar com uma pessoa a quem também aconteceram coisas desse nível. Não credibiliza a competição, mas também é claro que estes casos extravasam o fenómeno do futebol", afirmou sobre o vídeo recentemente divulgado de um adepto com um pau a ameaçar um árbitro após um jogo distrital.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon