Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pedro Sousa e Frederico Silva completaram a missão de Portugal na Taça Davis

Logótipo de LusaLusa 05/02/2017 Ana Marques Gonçalves
ALI HAIDER/EPA © EPA / ALI HAIDER ALI HAIDER/EPA

Lisboa, 05 fev (Lusa) - Pedro Sousa e Frederico Silva deram hoje o pleno a Portugal frente a Israel, ao vencerem os seus respetivos encontros de singulares, no último dia da primeira ronda do Grupo I da zona euro-africana da Taça Davis em ténis.

Depois de Frederico Silva ter vencido Daniel Cukierman no primeiro encontro da última jornada, com os parciais de 6-2 e 6-0, Pedro Sousa repetiu o resultado diante de Yshai Oliel, garantindo o 5-0 para Portugal.

Com a eliminatória já resolvida, depois do triunfo em pares de João Sousa e Gastão Elias no sábado, os ‘capitães' dispensaram os seus números um e apostaram, no primeiro encontro da última jornada, em Frederico Silva e Daniel Cukierman.

‘Kiko' entrou solto e agressivo, arrancando bons pontos que tornaram o primeiro ‘set' um verdadeiro passeio do jovem português.

Silva quebrou o serviço do adversário no segundo jogo e voltou a fazer o ‘break' para fechar o primeiro ‘set' em 34 minutos, com 6-2 a seu favor.

O israelita, que só na quinta-feira foi chamado à seleção israelita pelo ‘capitão' Eyal Ran, nunca teve argumentos para contrariar o 355.º jogador mundial, que depois de um final de época marcado por uma lesão, deu indicações de estar, novamente, na sua melhor forma.

Consistente e focado, o número quatro português prolongou o seu domínio no segundo parcial, somando dois ‘breaks' nos primeiros jogos de serviço de Cukierman.

A liderar por 5-0, Silva viu o já ‘derrotado' israelita ‘oferecer-lhe' o triunfo em apenas 58 minutos.

Cabia a Pedro Sousa tentar fazer o pleno para Portugal diante de Yshai Oliel e o número três nacional não fracassou na sua demanda. Apesar de a sua presença ter sido uma incógnita até ao último momento, devido a uma ameaça de lesão no pulso, o ‘filho' da casa entrou no ‘court' coberto do CIF com o pé errado, sendo quebrado no seu primeiro jogo de serviço.

Depois de estar a perder por 2-0 com o quarto classificado do ‘ranking' de juniores e recente finalista do Open da Austrália na sua categoria, Pedro Sousa ganhou seis jogos seguidos para conquistar o primeiro ‘set' por 6-2, em apenas 22 minutos.

Com o jovem de 17 anos a acusar a falta de experiência ao nível ‘sénior' e também na Taça Davis, o 192.º tenista ATP nem precisou de se aplicar a fundo para vencer outros seis jogos consecutivos e fechar o frente a frente entre Portugal e Israel, em 45 minutos.

Feito o 5-0, Portugal pensa já na Ucrânia, adversária na segunda eliminatória do Grupo I da zona euro-africana da Taça Davis, que será disputada em Lisboa, entre 07 e 09 de abril.

AMG // JP

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon