Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pedro Sousa: "Levo daqui uma dura lição"

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/05/2017 Mónica Santos

Tenista voltou a falhar o acesso ao quadro principal de Roland Garros. O lisboeta reconheceu que, a meio do segundo set, acusou o desejo de entrar, pela primeira vez, no quadro principal de um Grand Slam e que, na reta final, o adversário foi melhor.

© Fornecido por O jogo

Pedro Sousa falhou, esta quarta-feira, o acesso ao quadro principal de Roland Garros, segundo torneio do Grand Slam, ao perder com o russo Teimuraz Gabashvili na última ronda de qualificação, depois de desperdiçar dois match points. O 155.º do ranking mundial perdeu com Gabashvili, 146.º, por 4-6, 7-6 (8-6) e 6-2, em duas horas e 12 minutos, e viu fugir a oportunidade de se juntar a João Sousa e Gastão Elias, naquela que seria a primeira vez que estariam três portugueses no quadro masculino em Roland Garros.

"Apesar de ele ter tido mérito ao salvar os dois match-points, é bastante duro perder assim. Não é fácil de digerir. Daqui levo uma lição dura, foi uma derrota que me está e vai continuar a custar bastante. Vai deixar marcas, mas é a vida e há que seguir em frente", declarou à Agência Lusa o desolado tenista lisboeta.

No primeiro set, Pedro Sousa teve um break de desvantagem para vencer por 6-4, tal como aconteceu no segundo parcial, em que esteve a perder por 2-0, conseguiu duas quebras de serviço consecutivas, mas permitiu o empate a 3-3.

No tie-break, o número três nacional chegou a dispor de dois pontos para fechar o encontro, mas vacilou, dando o triunfo a Gabashvili, que dominou o terceiro parcial para garantir a presença no quadro principal de Roland Garros.

Sousa reconheceu que, a meio do segundo set, acusou o desejo de entrar, pela primeira vez, no quadro principal de um Grand Slam e que, na reta final, o adversário foi melhor.

"Foi duro voltar ao jogo depois de não ter concretizado os dois match-points, ainda por cima ele estava com o ascendente todo. E quando ele se apanhou por cima, foi muito difícil de reagir", resumiu.

Tal como em 2012, Pedro Sousa chegou à terceira ronda do qualifying, mas voltou a não conseguir estrear-se num torneio do Grand Slam.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon