Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pedrogão Grande: CDS quer ouvir Costa "de viva voz" sobre confiança política na MAI

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/07/2017 Administrator

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, defendeu hoje que o primeiro-ministro, António Costa, tem de explicar "de viva voz" porque mantém a confiança política na ministra da Administração Interna, reiterada nas respostas dadas aos centristas pelo chefe do executivo.

"Esperamos que o senhor primeiro-ministro volte para explicar de viva voz porque é que entende que estão reunidas as condições para manter a confiança política num membro do Governo, neste caso a ministra da Administração Interna, que demostra tantas fragilidades, que não ficaram de forma nenhuma explicadas com esta resposta do senhor primeiro-ministro", afirmou Assunção Cristas.

A líder centrista falava aos jornalistas, no parlamento, acerca do conteúdo das repostas dadas pelo primeiro-ministro às perguntas do CDS sobre a tragédia de Pedrogão Grande, nas quais António Costa reitera a confiança política na ministra Constança Urbano de Sousa.

O CDS entende que o primeiro-ministro ao não responder às perguntas sobre a afirmação da ministra acerca da ausência de falhas do Estado na resposta ao incêndio que vitimou mortalmente 64 pessoas e na descoordenação política, não forneceu as justificações para manter a ministra da Administração Interna no cargo.

Assunção Cristas pediu a demissão da ministra da Administração Interna e do ministro da Defesa Nacional na segunda-feira, considerando-os responsáveis políticos pela quebra de confiança dos cidadãos, na sequência da tragédia de Pedrogão Grande, e do furto de armamento de Tancos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon