Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pelo menos 11 mortos em ataque contra em igreja no sudeste da Nigéria

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/08/2017 Administrator

Pelo menos 11 pessoas foram mortas, no domingo, no sudeste da Nigéria, na sequência de um ataque armado contra uma igreja, indicaram fontes oficiais.

O ataque, que ocorreu na igreja católica de St Philippe, em Ozubulu, perto de Onitsha, fez 11 mortos e 18 feridos, indicou o chefe da polícia do estado de Anambra, Garba Umar.

"De acordo com as nossas informações, um homem armado, vestido de preto e com a cabeça coberta, entrou na igreja durante a missa das 06:00 e abriu fogo", afirmou.

Segundo as informações da polícia, o homem terá sido contratado para matar uma pessoa em particular que estaria entre os fiéis, indicou Garba Umar, apontando que ter-se-á tratado de uma tentativa de assassínio relacionada com rivalidades no seio da comunidade local.

Testemunhas relataram, porém, a existência de pelo menos cinco atacantes.

Fonte do hospital universitário Nnamdi Azikiwe, para onde foram transferidas as vítimas, indicou, por seu turno, também em declarações à agência noticiosa francesa AFP, que foram contabilizados 12 mortos.

Inúmeros fiéis foram baleados, segundo o mesmo responsável, que não precisou, porém, o número nem a gravidade dos ferimentos.

O Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, condenou o ataque, qualificando-o como um "terrível crime contra a humanidade" e de "sacrilégio indiscritível".

A Nigéria, o país mais populoso de África, encontra-se dividido em dois: entre um sul maioritariamente cristão e um norte predominantemente muçulmano.

Os ataques contra igrejas são raros no sul do país, ao contrário do que sucede no norte, onde o grupo extremista Boko Haram tem visado igrejas e mesquitas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon