Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pepa: "Um ponto já é muito pouco para nós"

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/03/2017 Hugo M. Monteiro

A tentar salvar o Tondela da despromoção, o técnico assume um discurso ambicioso antes da visita a Paços de Ferreira.

O treinador Pepa garantiu este sábado que o Tondela vai a Paços de Ferreira com o objetivo de somar três pontos na I Liga, já que "o discurso de que um ponto é bom não chega".

"Com o respeito e o conhecimento da valia do Paços de Ferreira em casa, vamos com o intuito e objetivo a 100 por cento de ir buscar os três pontos. Sem qualquer tipo de arrogância ou recados, assumimos que o discurso de que um ponto é bom e três é excelente já não chega, pois um ponto para nós já é muito pouco", sustentou.

Na conferência de antecipação da deslocação a Paços de Ferreira, Pepa sublinhou a importância de recordar "situações muito positivas da época passada", dando como exemplo a exibição e o resultado da partida em que o Tondela venceu o Paços por 4-1.

"No nosso dia-a-dia, usamos muito a palavra ganhar e sabemos que para isso acontecer não podemos ir com muita sede ao pote. Não se ganha com desorganização e com ansiedade", acrescentou.

No seu entender, para conseguir arrecadar a vitória, a sua equipa tem de estar muito bem organizada, sabendo muito bem o que fazer em termos estratégicos.

© Ivan Del Val/Global Imagens

"Sinto o grupo focado na vitória, mesmo sabendo que do outro lado está uma equipa muito forte em casa. Está na altura de ganharmos fora e repetirmos a façanha da época passada e trazermos os três pontos", referiu.

Aos jornalistas, o treinador auriverde admitiu que a sua equipa "já passou por tanta coisa", tendo em mãos o peso da lanterna-vermelha, no entanto, acredita que continua "viva".

"Não nos queiram enterrar vivos, porque quem olhar para o Tondela a pensar que vão ali ter um balão de oxigénio, calma", exclamou, acrescentando: "Estamos cá e têm tido dificuldades contra nós, só temos sido pouco eficazes e a história de bater no poste não dura para sempre".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon