Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pepe quer os níveis de concentração em alta para vencer a Rússia na Taça das Confederações

Logótipo de LusaLusa 20/06/2017

Moscovo, 20 jun (Lusa) - O defesa Pepe afirmou hoje que Portugal vai ter que estar com os "níveis de concentração muito elevados" para conseguir bater na quarta-feira a Rússia, na segunda jornada do grupo A da Taça das Confederações de futebol.

"Com o México acho que tivemos um pouco falta de sorte. Sofremos um golo no final da primeira parte e outro no final do jogo. Com a Rússia, temos que estar preparados para um jogo que vai ser bastante complicado e vamos ter que ter os níveis de concentração muito elevados para vencer", afirmou Pepe.

O central de 34 anos, que terminou contrato com o Real Madrid, falava aos jornalistas na Arena Otkrytie, em Moscovo, na conferência de imprensa de antevisão do encontro com os russos.

Apesar de Portugal ter atuado no último domingo e dos jogadores terem chegado aos trabalhos da seleção depois de uma longa época nos respetivos clubes, Pepe disse que "não há cansaço nem fadiga".

"A motivação é sempre a máxima. Trabalhamos para isto, para dar alegrias ao nosso povo. Quando vestimos a camisola da seleção, não há cansaço ou fadiga, há sim um compromisso de todos fazerem o seu melhor pelo país", referiu.

MARIO CRUZ/LUSA © EPA / MARIO CRUZ MARIO CRUZ/LUSA

O antigo defesa de FC Porto e Marítimo destacou a "coesão" e a "entrega" dos jogadores da Rússia, mas lembrou que a formação das 'quinas' tem "capacidade e espírito" para poder vencer a seleção anfitriã da Taça das Confederações.

"Os jogadores da Rússia trabalham muito, dão o máximo. Pressionam muito quem tem a bola. Estamos a preparar bem este jogo. Temos que ter muita humildade. Sabemos que vai ser complicado, mas queremos amanhã (quarta-feira) dar uma alegria ao país", disse.

Questionado sobre a uma possível transferência para o Paris Saint-Germain, Pepe lembrou que é, atualmente, um jogador sem contrato e que o seu futuro é a "seleção nacional".

"Neste momento não há mais nada", concluiu.

A partida está marcada para as 18:00 locais (16:00 de Lisboa) e terá arbitragem do italiano Gianluca Rocchi.

LG

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon