Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Pepsi ou Coca-Cola? Respondi-lhe que era um grande filho da p..."

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/08/2017 Alcides Freire

O espírito aventureiro de Augusto Inácio levou-o ao Egito, onde em quatro meses viveu experiências rocambolescas e difíceis de acreditar - e suportar - para quem está habituado a realidades mais civilizadas

. © Álvaro Isidoro/Global Imagens .

Augusto Inácio deixou recentemente o Zamalek (Egito), após uma conferência de Imprensa agitada que lhe valeu elogios por não ter medo de enfrentar o presidente Mortada Mansour... que queria escolher o onze titular (e meter a jogar lesionados), as substituições e até infiltrou "um bufo" na equipa técnica.

Insistindo na tese de que o presidente do Zamalek tem dupla personalidade, Inácio recorda a conferência dos refrigerantes como resposta a notícias que Mortada Mansour tinha colocado anonimamente na imprensa, a dar conta da suposta vontade do técnico em dispensar Shikabala (ex-Sporting) e a forma divertida como se despediu do dirigente: "Rebentei quando foi a questão do Shikabala e numa conferência disse que era mentira que o quisesse mandar embora e falei na Pepsi e na Coca-Cola. Quando acertámos a rescisão, perguntou-me se ele era uma Pepsi ou uma Coca-Cola. "Tu para mim não és nem Pepsi nem Coca-Cola, és um grande filho da p...", disse eu. Começámos a rir e no fim disso tudo deu-me três beijinhos e fui-me embora. Ele tem dupla personalidade. Não se pode confiar neles, são falsos."

destaquenaoperca8732602

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon