Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pequim condena 31 pessoas a "medidas coercivas" por colapso de fábrica em construção

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/09/2017 Administrator

A China condenou 31 pessoas a "medidas coercivas" no âmbito do colapso no ano passado de uma fábrica em construção, do qual resultaram 73 mortos, informou a agência de notícias estatal.

As "medidas coercivas" são uma forma de detenção que podem ir de uma vigilância constante a prisão efetiva e são normalmente aplicadas a pessoas que puseram em perigo a segurança nacional.

A pena surge na sequência do colapso em novembro de 2016 de uma fábrica em construção no sul da China, do qual resultaram 73 mortos, dois feridos e perdas de 15,6 milhões de dólares

Um relatório do Governo chinês afirma que os investigadores concluiram que o acidente foi provocado por uma série de fatores, incluindo supervisão deficiente.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon