Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pinto da Costa: "Há assassinatos no futebol que são atirados para canto"

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/04/2017 Hugo M. Monteiro

Presidente do FC Porto assinalou o 35.º aniversário da tomada de posse, falando no castigo aplicado a Brahimi e na polémica com o árbitro Tiago Antunes

Pinto da Costa assinalou este domingo 35 anos na presidência do FC Porto, tendo discursado para membros das casas do FC Porto no Estádio do Dragão.

O presidente dos dragões deixou uma promessa aos adeptos: fazer do FC Porto "o campeão dos campeões". "Nunca esquecerei o momento em que cheguei a esta sala. E podem ter a certeza que vou lutar com redobrado esforço para poder vir aqui o mais breve possível para vos dizer que vocês merecem o que está acontecer. Nós queremos o F. C. Porto campeão dos campeões, o que tem de lutar contra tudo e contra todos", afirmou Pinto da Costa.

© Ivan Del Val/Global Imagens

O discurso de Pinto da Costa não deixou de fazer referência ao castigo aplicado a Brahimi, que falha os jogos frente a Feirense e Chaves, assim como a polémica com o quarto árbitro Tiago Antunes.

"Vamos continuar a lutar e vamos continuar sabendo que há assassinatos no futebol que são atirados para canto e ao mínimo cântico lampião somos castigados e sabendo que ficamos privados de um importante jogador por ter encostado a cara ao quarto árbitro sem ser uma girafa. Isso dá-nos mais força", sublinhou o presidente do FC Porto.

Por fim, Pinto da Costa deixou uma mensagem à claque dos dragões: "Deixem de cantar e quem não salta é lampião e passem a cantar e quem não deixe é candeeiro".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon