Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pinto da Costa sente "ambiente e vontade" no FC Porto "como já não via há muito"

Logótipo de LusaLusa 26/10/2016 Alberto Peres
JOSÉ COELHO/LUSA © LUSA / JOSÉ COELHO JOSÉ COELHO/LUSA

Porto, 26 out (Lusa) – O presidente do FC Porto disse hoje estar convicto de que o clube irá ter uma época de sucesso, porque sente um “ambiente e vontade” transversal a todas as modalidades, “como já não via há muito tempo”.

Pinto da Costa, que falava à margem da visita à exposição dedicada aos 86 anos do andebol do clube, no museu ‘azul e branco’, acredita no sucesso em todas as frentes e defendeu que em todas as modalidades “há jogadores à Porto”.

Questionado sobre a ‘aula’ dada pelo treinador de futebol no final do jogo com o Arouca, Pinto da Costa disse que “Nuno Espirito Santo não tem jeito para desenho”, mas realçou que “o importante foi ele ter realçado a ideia do que é ser FC Porto”.

O presidente portista disse ainda que não está preocupado com as ‘guerras’ entre os clubes rivais, mas apenas concentrado em voltar a colocar o FC Porto em 1.º lugar, dado que é um clube “que não está habituado a estar sem conquistar títulos”.

Pinto da Costa considerou que a equipa de futebol dos ‘dragões’ “está num bom momento”, caracterizado pelo “espirito de entrega e solidariedade” entre os seus jogadores, e perto do que o clube pretende e do que ele próprio deseja.

Em relação ao campeonato, Pinto da Costa considerou que ainda está no início e que as pessoas estão habituadas a que os clubes ditos grandes têm que ganhar todos os jogos, mas esse tempo já acabou, pois todos ainda vão perder pontos.

O líder dos ‘dragões’ recordou que ainda recentemente o FC Porto foi campeão sem derrotas, mas essa é uma realidade que já não existe no futebol contemporâneo, em que o normal é as equipas perderem pontos e ás vezes onde menos esperam.

“O campeão vai ser o clube que for mais regular e lutar todos os jogos por vencer os três pontos”, considerou Pinto da Costa, recordando que é esta a postura da máxima ‘Somos Porto’, enraizada no clube pelo atual treinador ainda como jogador, Nuno Espirito Santo.

APS // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon