Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Piqué emociona-se com a Catalunha: "Se sou um problema, deixo a seleção"

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/10/2017 Alcides Freire
© Fornecido por O jogo

Gerard Piqué falou aos jornalistas, após o fim do encontro entre o Barcelona e o Las Palmas, que se realizou à porta fechada, em virtude dos acontecimentos decorrentes do referendo pela independência da Catalunha

Gerard Piqué emocionou-se após o final do Barcelona-Las Palmas, quando falava com os jornalistas na zona mista de Camp Nou. O central de 30 anos revelou que foi "difícil" ter de jogar à porta fechada, deixando um aviso em relação à continuidade na seleção espanhola.

"Foi difícil jogar sem adeptos. Foi a minha pior experiência como profissional. Foi um dia duro. Havia famílias, crianças e avós e a Polícia e a Guarda Civil a intervir. As pessoas manifestaram-se sem violência. Todo o mundo viu e haverá consequências. Sei que, em Espanha, há gente que desaprova o que se passou e que crê na democracia. Se não acreditasse, não iria [à seleção]. Mas se o míster ou alguém da federação acreditam que eu sou um problema, darei um passo ao lado e deixarei a seleção antes de 2018", atirou Piqué.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon