Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pirazzi e Ruffoni despedidos da Bardiani–CSF depois de acusarem doping

Logótipo de LusaLusa 19/05/2017 Simão Freitas
LUCA ZENNARO/ANSA © EPA / LUCA ZENNARO LUCA ZENNARO/ANSA

Redação, 19 mai (Lusa) – Os ciclistas italianos Stefano Pirazzi e Nicola Ruffoni, da Bardiani–CSF, foram despedidos da equipa italiana ao verem hoje confirmados os resultados positivos do controlo antidoping a que foram sujeitos antes da Volta a Itália.

Os dois ciclistas, que estavam escalados para participar no Giro, foram suspensos preventivamente a 04 de maio, segundo anunciou a União Ciclista Internacional (UCI), depois de terem sido ‘apanhados’ num controlo surpresa em abril, vendo agora os resultados confirmados na contra-análise.

Além de terem abandonado a equipa do escalão continental, que participa na 100.ª edição da ‘corsa rosa’ com apenas seis ciclistas, Ruffoni e Pirazzi vão sofrer sanções por terem acusado uma hormona de crescimento.

Também a Bardiani poderá sofrer uma suspensão, que pode oscilar entre os 14 e os 45 dias, com a decisão final nas mãos da Comissão Disciplinar da UCI, que poderá suspender a formação ainda durante o Giro, impedindo-a de terminar a prova, cuja última etapa está marcada para 28 de maio.

Pirazzi, de 30 anos, vencedor de uma etapa do Giro em 2014, deveria chefiar a equipa, na sua sétima participação na corrida, enquanto Ruffoni, de 26 anos, iria participar na ‘corsa rosa’ pela quarta vez.

SIYF (JP) // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon