Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Platini retira apoio a Joseph Blatter e diz que FIFA precisa de "ar fresco"

Logótipo de LusaLusa 12/06/2014 Nuno Vinha

São Paulo, Brasil 12 jun (Lusa) - O presidente da UEFA, Michel Platini, retirou o seu apoio ao líder da FIFA, Joseph Blatter, considerando que a entidade que gere o futebol mundial "precisa de uma lufada de ar fresco".

"Já não lhe dou o meu apoio, acabou. Ele já sabe disso, já lho disse. Acho que a FIFA precisa de uma lufada de ar fresco", disse Platini, no dia em que começa o Campeonato do Mundo de futebol no Brasil.

Michel Platini afirmou que concorda com as federações vinculadas à UEFA de que é hora de Blatter, de 78 anos, abandonar a FIFA, que dirige desde 1998.

"Partilho da posição europeia. Um novo mandato [de Blatter] não seria bom para o futebol. Mas ele é uma pessoa que temos de respeitar e eu tenho muito respeito por ele", disse Platini.

Blatter, que tem vindo a ser pressionado por causa da polémica atribuição do Mundial2022 ao Qatar, anunciou na quarta-feira, perante os 209 delegados presentes no Congresso da FIFA em São Paulo, que está pronto para um quinto mandato. Isto apenar de ter dito em 2011 que não se recandidataria.

SEBASTIAO MOREIRA/EFE © @ EPA / SEBASTIAO MOREIRA SEBASTIAO MOREIRA/EFE

Na semana passada, o próprio Platini - que tem dado indicações de que poderá candidatar-se ao lugar de Blatter - teve de vir a público negar pressões do então presidente francês François Sarkozy para que o presidente da UEFA votasse a favor do Qatar como sede do Mundial2022. A imprensa inglesa noticiou entretanto que dirigentes da FIFA terão recebido subornos por parte do Qatar para facilitarem a escolha.

NVI // PA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon