Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

PM de Israel diz que acordo nuclear com o Irão ou se corrige ou se cancela

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/09/2017 Administrator

O primeiro-ministro de Israel, Benjamín Netanyahu, afirmou hoje que o acordo nuclear assinado em 2015 entre o Irão e o Grupo 5+1 é "um mau acordo" e que, por isso, "ou é corrigido ou cancelado".

Numa declaração à imprensa ao lado do presidente da Argentina, Mauricio Macri, com quem se reuniu hoje em Buenos Aires, Benjamín Netanyahu, que acaba de começar uma visita oficial à América Latina, referiu-se ao tema das armas nucleares como uma questão que "deveria ser uma preocupação" para todo o mundo.

"Entendemos o risco de um Estado rebelde ter armas nucleares, como é o caso do Irão", disse o primeiro-ministro israelita.

O acordo entre o Irão e o Grupo 5+1 (que junta os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha) foi muito criticado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que durante a sua campanha eleitoral expressou, por repetidas vezes, o desejo de romper com o acordo e reiterou a necessidade de exigir mais garantias a Teerão.

"A nossa posição é a seguinte: é um mau acordo. Ou é corrigido ou é cancelado. Essa é a posição de Israel", afirmou Netanyahu, que por várias vezes instou sobre a necessidade de por fim ao programa nuclear iraniano.

No final de agosto, um documento confidencial do Organismo Internacional de Energia Atómica concluiu que o Irão cumpriu, durante os três meses anteriores, as exigências do acordo, em vigor desde janeiro de 2016, que entre outros aspetos, limita as atividades atómicas iranianas por um prazo entre 10 e 25 anos.

Por sua vez, as potências que assinaram o acordo comprometeram-se a levantar suas sanções comerciais, diplomáticas e nucleares aplicadas contra Teerão.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon