Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Polícia moçambicana diz que abortou tentativa de tráfico de dez mulheres para a Arábia Saudita

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/08/2017 Administrator

A polícia moçambicana disse hoje à Lusa ter impedido o tráfico de dez mulheres na província de Cabo Delgado, supostamente em trânsito para a Arábia Saudita, tendo detido dois moçambicanos em ligação com o caso.

A porta-voz do comando provincial da polícia em Cabo Delgado, norte de Moçambique, Malva Brito, afirmou que as dez mulheres foram descobertas numa casa na capital provincial, Pemba, onde aguardavam por exames médicos e emissão de passaportes para alegadamente seguirem viagem com destino a Arábia Saudita.

"Nos depoimentos à polícia, as vítimas contaram que iriam trabalhar como empregadas domésticas e outras também iam continuar os estudos", afirmou Malva Brito. Brito disse que as mulheres foram recrutadas no distrito de Nacala, província de Nampula, norte de Moçambique, por dois moçambicanos, e transportadas de autocarro para Pemba.

Os dois moçambicanos, que se encontram detidos, relataram à polícia que as mulheres seriam levadas para a Arábia Saudita por dois cidadãos tanzanianos, que se encontram a monte.

"Estamos à procura dos dois cidadãos tanzanianos. Quando tentámos falar com eles ao telefone, desligaram os aparelhos", disse a porta-voz da polícia em Cabo Delgado.

Questionados sobre a legalidade da sua ação, os dois moçambicanos apresentaram alvarás de duas empresas ligadas à importação e exportação de mercadorias, acrescentou Malva Brito.

Moçambique tem sido apontando como destino e ponto de trânsito de vítimas de tráfico humano, mas não são conhecidos casos de moçambicanos traficados para a Arábia Saudita.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon