Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Policiano Gomes reeleito líder do Partido Democrático para o Desenvolvimento da Guiné Bissau

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/07/2017 Administrator

O Partido Democrático para o Desenvolvimento reelegeu Policiano Gomes líder desta formação partidária da Guiné Bissau, que quer passar a ter representação no parlamento guineense nas próximas eleições legislativas.

Em declarações hoje à Lusa, Policiano Gomes, de 41 anos, adiantou ter sido reeleito na convenção do PDD, que decorreu durante o fim de semana, em Bissau, com 112 votos dos 120 delegados presentes no encontro.

Formado em Relações Internacionais no Brasil, Policiano Gomes, é o mais jovem líder partidário da Guiné-Bissau e tem como sonho ter "pelo menos um deputado" no próximo Parlamento.

O PDD foi criado em 2013, mas Policiano Gomes acredita que nas próximas eleições "terá deputados suficientes" para criar a sua bancada parlamentar, que será a voz da juventude guineense que, disse, "implora aos mais velhos educação, emprego e melhor saúde".

"Somos um partido novo e diferente. Novo em idade, mas diferente na forma de fazer política. Um partido que não quer o poder para servir-se dele, mas sim para o usar na política para transformar a vida daqueles que mais sofrem com as injustiças sociais", defendeu em declarações à Lusa.

As eleições legislativas devem ter lugar em 2018, mas o líder do PDD quer que sejam gerais: legislativas e presidenciais (estas estão previstas apenas para 2019).

Para Policiano Gomes, só a escolha de um novo parlamento não iria resolver a crise política que a Guiné-Bissau vive há cerca de dois anos.

"Já dissemos isso mesmo ao Presidente da República num encontro que manteve com os partidos políticos", observou Gomes, funcionário público.

Policiano Gomes foi reeleito para um mandato de três anos à frente do PDD, partido que se assume como de "centro esquerda".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon