Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Portugal contribui com 50 mil euros para apoiar refugiados da RDCongo em Angola

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/09/2017 Administrator

O Governo português vai contribuir com 50 mil euros para apoiar Angola no acolhimento de refugiados da República Democrática do Congo, respondendo a um apelo da ONU nesse sentido, anunciou hoje o instituto Camões.

"Portugal decidiu responder ao apelo do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) para [contribuir para a] melhoria das condições de acolhimento dos refugiados da República Democrática do Congo deslocados em território angolano", afirma em comunicado o Camões -- Instituto da Cooperação e da Língua.

Desde março, milhares de congoleses fugiram da violência e das tensões étnicas na região do Kasai, na República Democrática do Congo, para o norte de Angola.

Enquanto a situação de segurança na região de Kasai permanecer volátil, as autoridades angolanas, o ACNUR e os parceiros estarão prontos para fornecer proteção e assistência a 50 mil refugiados congoleses até ao final de 2017, em Lóvua.

O ACNUR, com outras agências humanitárias, lançou um apelo em junho para a doação de 65,5 milhões de dólares para que Angola ofereça proteção e assistência aos refugiados congoleses do Kasai.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon