Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Portugal defronta México ainda a suspirar por Ronaldo

Sportinveste 05/06/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Portugal defronta México ainda a suspirar por Ronaldo © Sportinveste Multimédia Portugal defronta México ainda a suspirar por Ronaldo

A seleção portuguesa de futebol, ainda a suspirar pelo regresso de Cristiano Ronaldo, realiza na sexta-feira, frente ao México, em Boston, o penúltimo teste antes da estreia no Mundial2014.
Portugal procura conquistar a primeira vitória na reta final de preparação para o Campeonato do Mundo do Brasil, depois de se ter ficado por um empate sem golos na receção à Grécia, no sábado passado, no derradeiro jogo realizado em solo português.
Na partida com os gregos, treinados por Fernando Santos, o selecionador Paulo Bento testou um sistema tático pouco habitual (4-4-2) e o resultado não foi animador, ainda que uma parte importante da exibição pouco conseguida da equipa lusa possa ser atribuída à ausência de vários titulares.
A equipa das quinas apresentou-se sem seis jogadores que formaram o onze base de Paulo Bento durante a fase europeia de qualificação, mas foi a ausência de Cristiano Ronaldo, eleito melhor futebolista mundial em 2013, a mais sentida, até pelo "nulo" do marcador.
O melhor marcador da história da seleção nacional, com 49 golos, só treinou quando já estava nos Estados Unidos - e de forma condicionada -, devido a dores musculares na coxa esquerda, e Paulo Bento já advertiu que não está disposto a correr qualquer risco no processo de recuperação do avançado.
Se Cristiano Ronaldo deve continuar de fora no encontro com o México, é possível que o selecionador português opte pela inclusão de alguns habituais titulares que falharam o jogo com a Grécia e que promova o regresso ao modelo tático 4-3-3.
O embate com os mexicanos pode constituir um bom teste para a partida com os Estados Unidos, a segunda no grupo G do Mundial, ainda que os norte-americanos tenham vencido categoricamente o grupo final de apuramento da sua confederação e o México não tenha ido além do quarto lugar.
O próximo adversário da equipa lusa foi por isso obrigado a trabalho suplementar, tendo de disputar o "play-off" intercontinental, frente à Nova Zelândia, para garantir um carimbo no passaporte para o Brasil, onde medirá forças com o país anfitrião, a Croácia e os Camarões.
Portugal vai defrontar pela terceira vez o México, depois do empate 0-0 empate em 1969, num particular realizado no Estádio Nacional, em Oeiras, e do triunfo por 2-1 na fase de grupos do Mundial2006, consumado com golos de Maniche e Simão Sabrosa.
A seleção portuguesa volta ao Estádio Gillette, em Boston, onde em setembro de 2013 perdeu por 3-1 num jogo particular com o Brasil, tendo Raul Meireles, um dos 23 jogadores convocados para a fase final do Campeonato do Mundo, marcado o golo solitário da equipa das quinas.
O encontro tem início marcado para as 20h30 horas (01h30 de sábado, em Lisboa) e será o penúltimo que Portugal vai realizar antes viajar para o Brasil, pois ainda disputará outro jogo de preparação nos Estados Unidos, a 10 de junho, com a República da Irlanda, em New Jersey.
A chegada ao Brasil está prevista para 11 de junho, em Campinas, no estado de São Paulo, local escolhido para funcionar como quartel-general durante o Mundial2014, que se vai realizar naquele país sul-americano entre 12 de junho e 13 de julho.
Portugal integra o grupo G da fase final, em conjunto com a Alemanha, frente à qual se vai estrear, a 16 de junho, em Salvador, os Estados Unidos, que defrontará a 22, em Manaus, e o Gana, último adversário na primeira fase de prova, a 26, em Brasília.

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon