Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Portugal Ventures vende posição na Indie Campers após internacionalização da 'startup'

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/10/2017 Administrator

A Portugal Ventures vendeu a participação na 'startup' portuguesa Indie Campers, após a empresa de aluguer 'online' de autocaravanas para férias ter conseguido, com sucesso, internacionalizar-se, avançou hoje a sociedade de capital de risco.

No espaço de dois anos e meio, a Portugal Venture ao vender a sua posição na Indie Campers, criada em 2013, cumpriu, desta forma, "a missão de levar as empresas da 'fase seed' (fase inicial ou semente) à internacionalização, permitindo ao FCR Dinamização Turística alienar a sua participação com sucesso", refere em comunicado, lembrando esta 'startup' já se expandiu, não só em Portugal, mas também em Espanha, França e Itália.

A Indie Campers passou, assim, a ser "a maior empresa de aluguer de autocaravanas e 'camper vans' em Portugal e uma das maiores da Europa", tendo atualmente uma frota de mais de 450 veículos.

A 'startup' a Indie Campers opera, atualmente, em mais de 70 localizações em quatro países (Portugal, Espanha, França e Itália) e prepara-se para estar presente em mais 10 países no próximo ano.

Através do investimento da Portugal Ventures, a Indie Campers conseguiu fazer crescer a equipa inicial de três colaboradores para cerca dos 80 atuais, tendo multiplicado por quatro o volume de negócios entre 2015 e 2016.

A Indie Campers espera registar um crescimento na faturação acima dos 300% no final deste ano.

Esta 'startup' portuguesa "está a modernizar o conceito de férias sobre rodas, tendo criado uma alternativa às tradicionais autocaravanas" e o negócio está "a correr muito bem", a ponto de a Portugal Venture ter alienado a sua participação.

O presidente-executivo da Indie Campers, Hugo Oliveira, agradece "o contributo da Portugal Ventures na fase mais inicial do projeto", pois o apoio foi "na altura indispensável" para potenciar e sustentar o crescimento que se acabou por verificar.

"Agora que queremos intensificar o nosso processo de internacionalização, pois achamos que era a situação que mais fazia sentido", salientou o gestor e cofundador.

Já Celso Guedes de Carvalho, presidente-executivo da Portugal Ventures, disse que a 'startup' tem "uma perspetiva de forte crescimento" e que através do seu plano de expansão a capital de risco "está certa" de que a Indie Campers vai continuar o seu projeto de internacionalização com "muito sucesso, mantendo a sua posição como líder de mercado neste segmento".

A Indie Campers surgiu quando um português e um austríaco decidiram lançar um negócio juntos.

Hugo Oliveira, cofundador e atual líder da Indie Campers, depois de uma viagem à Austrália, teve a ideia de realizar o projeto.

Neste país, este tipo de negócio estava muito desenvolvido e decidiu então apresenta-la a Stefan Koeppl, que seria seu sócio, e em fevereiro de 2013 formaram a empresa.

Ambos com formação em gestão desejavam criar uma alternativa ao aluguer de autocaravanas para férias e proporcionar a turistas umas férias diferentes, "mais independentes" e aventureiras.

Antigamente, dizem estes responsáveis, o que existia no mercado eram autocaravanas grandes, com mau serviço de aluguer e preços muito elevados, pelo que decidiram recriar o que se fazia sobretudo na Austrália e na Nova Zelândia.

Procuraram diminuir o tamanho dos veículos, para serem mais fáceis de conduzir, terem consumo baixo e fazer uma transformação 'smart' (inteligente).

Os interiores dos veículos têm somente o que é preciso para passar oito dias de férias e não três ou quatro meses, como as autocaravanas tradicionais.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon