Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Portugal volta a perder com a Tunísia

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/07/2017 Ireneu Ribeiro

Não correu bem o jogo de preparação para a pré-qualificação do Mundial de basquetebol.

Portugal perdeu esta quinta-feira com a Tunísia por 68-59 no segundo jogo particular disputado em Vila Real e que serve de preparação para a pré-qualificação do Mundial de basquetebol.

Depois da derrota na véspera por 70-62, Mário Palma, ex-selecionador nacional e atual timoneiro da Tunísia, conseguiu retificar algumas lacunas verificadas no primeiro duelo, apresentando uma equipa mais concentrada e eficaz tanto a defender como a atacar.

Péssima entrada de Portugal no embate, a sofrer um parcial de 14-0 e a obrigar o selecionador Mário Gomes a gastar um desconto de tempo com apenas dois minutos de jogo.

A entrada do base Tomás Barroso, aos cinco minutos, teve o efeito de serenar e controlar a ansiedade no ataque, com o jogador do Benfica a marcar cinco pontos seguidos e a relançar a seleção portuguesa para um resultado mais positivo.

Durante os primeiros 20 minutos Portugal foi pouco eficaz a atacar o cesto (10/26, 39%), com a Tunísia a aproveitar as falhas adversárias e a manter uma ótima percentagem de 56% (14/25) de lançamentos de campo, nomeadamente nas áreas próximas do cesto.

A seleção lusa continuou a ser muito intermitente em termos exibicionais. Depois de uns primeiros cinco minutos horríveis no terceiro período, os basquetebolistas portugueses tentaram acertar melhor nas ações ofensivas e reequilibrar as operações.

Mas falharam claramente esse objetivo, apesar do capitão José Silva ter ressurgido ao seu melhor nível nos últimos instantes.

A seleção africana foi aumentando a diferença no marcador e acabou por vencer com justiça, impondo o seu domínio na luta das tabelas e maior eficiência no ataque ao cesto.

O base Tomás Barroso (13 pontos e quatro assistências, o extremo José Silva (15 pontos) e o poste João Guerreiro (10 pontos e oito ressaltos) foram os melhores basquetebolistas da equipa das 'quinas'.

Portugal volta à ação no dia 2 de agosto, agora já mais a sério, pois arranca a fase de pré-qualificação para o Mundial de 2019. O primeiro duelo é em Sines e o adversário a Bulgária.

ogo disputado no Pavilhão Desportivo de Vila Real.

Portugal - Tunísia: 59-68.

José Silva esteve em evidência © Tony Dias José Silva esteve em evidência

Ao intervalo: 27-35.

Sob arbitragem de Luís Lopes, Pedro Lourenço e Diogo Martins, as equipas alinharam e marcaram:

- Portugal: Pedro Pinto (4), José Silva (15), Fábio Lima, Arnette Hallman (3) e Miguel Queiroz (4). Jogaram ainda: Tomás Barroso (13), João Guerreiro (10), José Barbosa (4), Stefan Djukic (4), Henrique Piedade (2), Nuno Oliveira e Pedro Belo.

Treinador: Mário Gomes.

- Tunísia: Zyed Chamoufi (6), Omar Mouhi (3), Mohamed Hadidane (12), Mourad Mabrouk (12) e Ben Romdhane (12). Jogaram ainda: Nizar Kiouia (2), Omar Abada (6), Radhouane Slimane (6), Adam Rassil, Mohamed Abassi (4), Firas Lahiani (1) e Mohamed Ghayaza (4).

Treinador: Mário Palma.

Marcha do marcador: 19-16 (10 minutos), 27-35 (20), 41-52 (30) e 59-68 (final do jogo).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon