Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Português André Couto senta-se aos comandos de um Audi e ruma à Europa

Logótipo de LusaLusa 09/04/2014 Lusa
MORIYAMA/LUSA/LUSA © 2012 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A. MORIYAMA/LUSA/LUSA

Em declarações à agência Lusa, André Couto manifestou-se "satisfeito" por esta nova etapa na sua carreira, depois de 10 anos na Toyota, a correr no campeonato de Super GT no Japão.

"Depois do segundo lugar aos comandos de um Audi R8 no troféu daquela marca no Grande Prémio de Macau, que em 2013 assinalou o 60.º aniversário, esta é uma oportunidade que não podia desperdiçar e, por isso, decidi rumar ao campeonato europeu", declarou.

André Couto vai esta temporada dividir esforços nas cinco provas do europeu de GT3 "onde estão inscritos 44 carros", que vão correr em pistas da Bégilca, Itália, Inglaterra, França e Alemanha.

O piloto português, que corre com as cores de Macau, vai ainda disputar as seis provas do troféu asiático da Audi em pistas na Coreia do Sul, Japão, Malásia e China.

Na China, André Couto irá correr duas vezes em Xangai e participará na estreia na prova citadina de Cantão, capital da província de Guangdong, que faz fronteira com Macau e Hong Kong.

Além disso, André Couto estará ainda aos comandos de um Porsche em cinco provas do campeonato japonês de Super GT.

"Os testes que fiz em Zhuhai (cidade continental chinesa fronteira a Macau) correram bem e consegui fazer os melhores tempos, mas para uma prova as condições e a realidade serão bem diferentes e por isso vamos trabalhar, vamos lutar e vamos dar tudo por tudo para conseguir sempre os melhores resultados possíveis", acrescentou o piloto.

JCS // ARA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon