Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Português Sérgio Traguil assume comando técnico dos angolanos do Santa Rita de Cássia

Logótipo de LusaLusa 02/01/2017 Paulo Julião
MARIO CRUZ/LUSA © LUSA / MARIO CRUZ MARIO CRUZ/LUSA

Luanda, 02 jan (Lusa) - O português Sérgio Traguil vai treinar os angolanos do Santa Rita de Cássia FC, que se estreiam em 2017 no Girabola, o principal campeonato de futebol de Angola.

A confirmação foi feita hoje à Lusa pelo próprio treinador português, de 36 anos, natural de Portalegre, que em dezembro rescindiu com o Hearts of Oak, da primeira divisão do Gana, para assinar um contrato de dois anos com o clube da província angolana do Uige, no centro norte do país.

"Espero poder construir marca positiva no futebol angolano, visto que a minha família é quase toda angolana, é um orgulho. Era um objetivo pessoal treinar no Girabola, por isso troquei o Hearts of Oak pelo Santa Rita FC, o meu representante e irmão Carlos Moniz convenceu-me do projeto ambicioso do clube", explicou o técnico português, em declarações à Lusa.

Sérgio Traguil tem no currículo, além das escolas do Benfica, clubes como o Atlético Clube Portus Alacer, Estrela de Portalegre e os nigerianos Kaduna United, Elite Football Academy e AGO FC.

A chegada ao primeiro escalão do futebol angolano foi decisivo para aceitar o “desafio” do Santa Rita FC, apesar de terem surgido outras possibilidades para si.

"Existe muito para desenvolver, construir, não só ao nível da equipa principal como da formação do clube. É um desafio difícil e por isso interessante, testar ao máximo as minhas capacidades fará com que me obrigue a evoluir mais a cada dia que passa", sustentou.

Sérgio Traguil é para já o segundo treinador português do Girabola em 2017, depois de Carlos Vaz Pinto ter trocado o Académica do Lobito pelo Recreativo do Libolo, no qual substituiu o também português João Paulo Costa.

O Girabola de 2017 conta com 16 equipas e vai ser disputado entre fevereiro e novembro, com o 1.º de Agosto a defender o título nacional conquistado na última época.

PVJ // JP

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon