Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

PR moçambicano exalta bravura do herói nacional Filipe Samuel Magaia

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/07/2017 Administrator

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, exaltou hoje a bravura de Filipe Samuel Magaia, primeiro comandante da guerrilha da Frelimo na luta contra o colonialismo português, assinalando o compromisso patriótico do herói nacional. Filipe Nyusi enalteceu as qualidades de Filipe Samuel Magaia, falando num comício alusivo à inauguração da estátua do primeiro comandante da Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique), partido no pode em Moçambique, falecido ...

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, exaltou hoje a bravura de Filipe Samuel Magaia, primeiro comandante da guerrilha da Frelimo na luta contra o colonialismo português, assinalando o compromisso patriótico do herói nacional.

Filipe Nyusi enalteceu as qualidades de Filipe Samuel Magaia, falando num comício alusivo à inauguração da estátua do primeiro comandante da Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique), partido no pode em Moçambique, falecido a 11 de outubro de 1966.

"Estamos aqui para de forma solene venerar um homem que dedicou a sua vida à causa da luta de libertação de Moçambique, um homem de características singulares", afirmou o chefe de Estado moçambicano.

Ainda jovem, prosseguiu, Filipe Samuel Magaia contestou abertamente o regime colonial português, sendo, por isso, várias vezes presos pela PIDE em Lourenço Marques, atual Maputo.

O Presidente moçambicano e da Frelimo assinalou que o inconformismo de Filipe Samuel Magaia em relação à brutalidade do regime colonial levo-o a fugir do país para a Tanzânia, onde participou na formação da Frelimo, em 25 de junho de 1962.

"Foi o baluarte de nacionalistas que delinearam estratégias de luta contra o regime colonial português, queremos exaltar a nobreza e firmeza deste combatente destemido e perspicaz", realçou Filipe Nyusi.

Nascido a 07 de março de 1937 no distrito de Mocuba, província da Zambézia, centro de Moçambique, Filipe Samuel Magaia chefiou o primeiro grupo de guerrilheiros da Frelimo, movimento do qual se tornou secretário do Departamento da Defesa e Segurança.

Nessa qualidade, orientou as operações militares que culminaram com o início da luta armada contra o exército colonial português, em 25 de setembro de 1964, até à sua morte em combate a 11 de outubro de 1966.

Pela sua influência na guerrilha da Frelimo, Filipe Samuel Magaia é oficialmente herói nacional e dá nome a avenidas, escolas e instituições em todas as 11 províncias moçambicanas.

O monumento de Filipe Samuel Magaia hoje inaugurado está localizado no Terminal da Junta, em Maputo e consiste numa estátua de bronze em que o homenageado é retratado com uma AK-47 na mão direita e com uma mochila militar nas costas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon