Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Praia fluvial de Vila Verde reaberta a banhos após mais de dois meses de interdição

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/09/2017 Administrator

A interdição a banhos na praia fluvial do Faial, em Prado, Vila Verde, que durava desde 30 de junho, foi hoje levantada, informou à Lusa a Administração Regional de Saúde do Norte.

Na reação, e em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, disse que, com esta decisão, "foi reparado um erro, mas ficam por reparar os avultados prejuízos" provocados pela prolongada interdição.

A praia fluvial do Faial foi interdita a banhos a 30 de junho, depois de análises que indicaram contaminação microbiológica da água com salmonelas.

A autoridade de saúde manteve a interdição até haver evidência analítica de que a qualidade da água não poria em risco a saúde dos utilizadores.

Aquando da interdição da praia do Faial, foi também colocada a bandeira vermelha na praia de Merelim, em Braga, que fica na margem contrária.

Em meados de julho, a Autoridade de Saúde levantou a interdição na praia de Braga, mas manteve a bandeira vermelha no Faial.

Uma decisão contestada pela Câmara de Vila Verde, que entretanto até recorreu a um laboratório particular para efetuar análises à água do Faial, que não terão "acusado" salmonelas.

"O problema teve origem num intercetor na zona de Amares, da responsabilidade das Águas do Norte, e foi resolvido em inícios de agosto, mas incompreensivelmente a interdição da praia do Faial durou praticamente toda a época balnear", criticou António Vilela.

O autarca adiantou que o município tinha mesmo interposto uma providência cautelar para travar a interdição.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon