Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Prata da casa serviu a antecessores de Jorge Jesus

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/05/2017 Alcides Freire

Predecessores de Jorge Jesus tiveram menos de um terço do investimento feito nesta época, tiveram uma base da equipa mais assente na formação e apresentaram média de pontos por jogo superior.

Fazer mais com menos. É este o desiderato que os treinadores que o antecederam no comando técnico do Sporting conseguiram e que Bruno de Carvalho lhe impõe para a próxima época em que, já o fez saber, não há mais margem de erro, que Jorge Jesus considera inviável, sobretudo para quem quer chegar ao título. A verdade é que, à luz dos números, e mesmo que nenhum se tenha sagrado campeão, como se "impõe" ao ex-treinador do Benfica na sua terceira época em Alvalade, se constata que quer Leonardo Jardim quer Marco Silva apresentaram melhores resultados do que aqueles que se verificaram nesta época. Com menos, fizeram mais.

© Mário Cruz/LUSA

citacaoLeonardo Jardim e Marco Silva fizeram mais com menos do que o atual técnico, que "exige" investimento reforçado para chegar ao título

LEIA MAIS NA EDIÇÃO E-PAPER DE O JOGO

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon