Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Preciso de ver aquilo que é melhor para a minha carreira"

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/05/2017 Alcides Freire
Marco Silva © Fornecido por O jogo Marco Silva

Para além do Hull City, o técnico tem interessados no futebol inglês, mas não só. O seu desejo é continuar na Premier League.

Foi uma despedida amarga, a de Marco Silva, no último jogo ao comando do Hull City na corrente edição da Premier: o treinador sofreu a derrota mais pesada de toda a carreira, nada menos do que 7-1, em casa, diante do Tottenham. De positivo, apenas o facto de ter ficado livre para decidir o seu caminho. Com o fim do campeonato, acaba também o ciclo de jogos de Marco no Hull, pelo que, a partir daqui, só tem de se preocupar com a escolha do próximo clube.

Com propostas de Inglaterra, mas também de outros países, o treinador quer ficar na Premier League, sabe O JOGO. Watford, Everton, West Ham e Southampton têm sido as probabilidades mais referidas nos jornais ingleses, mas o técnico ainda não escolheu. Para tomar a decisão, pelo menos três fatores serão tidos em conta: a estrutura do clube; a qualidade do plantel e a disponibilidade para adquirir reforços.

Após esta partida em que foi trucidado por Harry Kane (três golos), Eriksen (duas assistências) e companhia, Silva afirmou: "Ainda não decidi nada. Preciso de analisar a minha situação juntamente com o clube. Preciso de ver aquilo que é melhor para a minha carreira, mas se eu olhasse apenas para a minha relação com os adeptos, então seria impossível dizer que não [ao Hull]. Mas este não é o momento adequado para falarmos."

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon