Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Premeditação é uma palavra muito forte", afirma vice-presidente da FPP

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/06/2017 Hugo Monteiro

Paulo Rodrigues comentou as declarações do treinador do Benfica, Pedro Nunes, depois do boicote do Benfica à final four da Taça de Portugal de hóquei em patins.

Instado a comentar as declarações de Pedro Nunes, treinador do Benfica, sobre o boicote das águias à final four da Taça de Portugal de hóquei em patins, Paulo Rodrigues alertou para a necessidade de sustentar as acusações formuladas com "provas" da sua veracidade.

© Filipe Amorim/Global Imagens

"Quanto à premeditação, não sou jurista. Isso é uma palavra muito forte. Não teço nenhum comentário a afirmações tão fortes como as do Pedro Nunes, até pelo respeito que ele merece. Pensava que, oito dias depois, as coisas estivessem mais calmas. Premeditação é algo muito grave, e, se assim é, terá de provar que é verdade", afirmou o vice-presidente da Federação Portuguesa de Patinagem, em declarações à TVI24, depois de Pedro Nunes ter afirmado que, no dérbi da semana passada com o Sporting, o Benfica foi prejudicado por uma decisão premeditada do árbitro Paulo Rainha.

Quanto à penalização imposta ao Benfica por falta de comparência, o dirigente reitera que o principal prejudicado com a situação é a própria modalidade:

"Acho que não se colocam questões financeiras acima daquilo que é o hóquei em patins. É incomparável o custo que isto tem para a modalidade, relativamente a uma multa. Quem fica a perder não é o Benfica, o FC Porto, o Sp. Tomar e o Física. É o hóquei em patins", acrescentou, anunciando que a Federação "vai refletir" sobre possíveis medidas adicionais:

"Vamos refletir muito bem. Há algumas ilações a retirar daqui. Passa a ser necessária uma punição maior para situações como estas", rematou Paulo Rodrigues.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon