Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Premier League com receitas de 2,9 mil milhões

Sportinveste 05/06/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Premier League com receitas de 2,9 mil milhões © Sportinveste Multimédia Premier League com receitas de 2,9 mil milhões

As receitas comerciais da Premier League inglesa cresceram 21% na época 2012/13, para os 2,9 mil milhões de euros, podendo ascender aos 3,7 mil milhões de euros nesta época, indica um relatório da Deloitte.

Dan Jones, do gabinete da consultora Deloitte responsável pelo relatório anual, explicou que "uma vez mais, a atividade dos clubes da Premier League, em particular os do topo da classificação, continua a fazer crescer as receitas comerciais".

"Pensamos mesmo que as receitas vão continuar a crescer 30%, chegando aos 3,7 mil milhões de euros no final da época 2013/14, o que se conseguirá graças ao novo contrato entre a Premier League e as operadoras de TV e receitas suplementares nos maiores clubes", explicou.

O estudo indica que a maior parte das novas receitas se destinou a salários, que cresceram 8%, para uma massa global de 2,1 mil milhões de euros/ano. Pela primeira vez na história do campeonato inglês, os salários pesam 71% do orçamento combinado dos clubes.

"Prevemos que a massa salarial total da Premier League chegue a um recorde de 2,5 mil milhões de euros na época 2013/14", indicou, por seu lado, o consultor Adam Bull, citado pela Deloitte.

O relatório deste ano indica que 13 clubes da elite do futebol inglês terminaram o ano [desportivo] com as contas no verde (contra 10 no relatório do ano passado, relativo à época 2011/2012). No entanto, os 20 clubes da primeira divisão registaram lucros de 96 milhões de euros (uma quebra de dois milhões) na época 2012/13.

Cerca de um terço de toda a dívida da Premier League (1,1 mil milhões de euros em 2,9 mil milhões) pertence a um único clube: o Chelsea.

Nas divisões inferiores inglesas, a situação é inversa: os clubes registam um défice acumulado de 281 milhões de euros no final da época 2012/13, devido a quebras nas suas receitas e aumento da massa salarial.

De acordo com a Deloitte, o mercado do futebol europeu atingiu um nível recorde de 19,9 mil milhões de euros em 2013.

Dos cinco maiores campeonatos de futebol europeus (Inglaterra, Alemanha, Espanha, Itália e França), a Inglaterra é a que gera mais receitas, mas a Alemanha é que tem mais lucros (264 milhões de euros da Bundesliga contra os 96 da Premier League inglesa).

Fonte: OJOGO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon