Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Presidente da Câmara de Seattle, EUA, demite-se após 5ª acusação de abuso sexual

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/09/2017 Administrator

O presidente da Câmara de Seattle, Ed Murray, anunciou hoje a sua demissão depois de um quinto homem -- um dos seus primos -- o ter acusado de abusos sexuais praticados há décadas.

Murray, que também anunciou que não vai disputar um segundo mandato, mesmo depois de ter negado as acusações, anunciou que se demite, com efeitos a partir de quarta-feira.

Este autarca democrata afirmou, em comunicado, que se tinha tornado "claro" para ele que, "à luz das últimas notícias, era melhor para a cidade que renunciasse".

Murray divulgou o comunicado depois de o jornal Seattle Times noticiar as alegações do primo do 'mayor, Joseph Dyer.

"Às pessoas desta especial cidade, e aos meus dedicados colaboradores, lamento esta situação dolorosa", disse Murray.

Antes, quatro homens tinham acusado Murray de ter abusado sexualmente deles.

Dyer afirmou ao jornal que tinha 13 anos quando Murray, que estava no início dos seus 20 anos, foi viver com a sua família em Medford, no Estado de Nova Iorque, em 1975.

Os dois partilhavam um quarto e Murray molestou-o repetidamente durante um ano, acusou Dyer.

Murray negou que tivesse abusado de Dyer e atribuiu as alegações ao ressentimento entre as respetivas famílias.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon