Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Presidente do Arouca expulso ao intervalo após incidentes no túnel

Logótipo de LusaLusa 04/03/2017 Guilherme Soares
OCTÁVIO PASSOS/LUSA © LUSA / OCTÁVIO PASSOS OCTÁVIO PASSOS/LUSA

Braga, 04 mar (Lusa) - O presidente do Arouca, Carlos Pinho, foi hoje expulso ao intervalo do jogo com o Sporting de Braga, da 24ª jornada da I Liga de futebol, devido a incidentes no túnel do Estádio Municipal de Braga.

Segundo fonte do clube bracarense, Carlos Pinho e o filho, Joel Pinho, diretor desportivo do Arouca, "confrontaram os árbitros em termos impróprios e ameaçaram toda a gente, inclusivamente o pessoal do Braga, nomeadamente diretores e até Rui Casaca [diretor executivo da SAD ‘arsenalista’] e o diretor de segurança".

Segundo a mesma fonte, além de existirem imagens do que se passou, tudo foi testemunhado pelos delegados da Liga e "vai estar no relatório".

Na sala de imprensa, no final da partida, o técnico Manuel Machado desvalorizou o sucedido.

"O que se passou no túnel com o presidente? Nada de mais, uma conversa com o árbitro [Rui Costa], uma intervenção do segurança e uma reação a isso. É um pequeno incidente que não tem qualquer relevo, uma troca de palavras, as pessoas estão excitadas pelo jogo", disse.

O Sporting de Braga venceu o Arouca por 3-1.

GYS // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon