Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Presidente do Barcelona diz que clube não pode virar costas à situação na Catalunha

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/05/2017 Ana Proença

O presidente do FC Barcelona, Josep Maria Bartomeu, defendeu esta terça-feira a adesão do clube ao pacto pelo referendo de independência da Catalunha, dizendo que o emblema "não pode virar costas" à realidade política da região autónoma.

Segundo o dirigente dos catalães, o território vive "um dos momentos mais devisivos da sua história", pelo que a direção do clube deve "desfrutar e gerir" o momento, explicou depois de uma reunião anual com os sócios mais antigos do clube, onde alinha o português André Gomes.

© EPA/ALEJANDRO GARCIA

Ainda assim, Bartomeu considera que o apoio ao referendo não implica um posicionamento em relação à questão por parte do 'Barça', que não pode ser partidário, pelo que a adesão significa "ser barcelonista e ser catalão".

Bartomeu, à frente do clube desde 2014, explicou que a ideologia "plural" do emblema, que confessou ter sofrido "pressões" sobre a questão, lhes dá uma obrigação de "transmitir valores", principalmente os de "democracia e liberdade de expressão".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon