Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Presidente do BCE instou governos europeus a lutar contra desemprego jovem

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/09/2017 Administrator

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, instou hoje os governos europeus a lutar contra o desemprego jovem para proteger a democracia, a coesão social e a confiança no projeto comunitário.

Draghi discursava na universidade Trinity College de Dublín, onde depois participou num debate com estudantes e académicos moderado pelo governador do Banco Central Irlandês (ICB), Philip Lane.

"Vimos em vários países que o peso da crise atingiu de forma desproporcionada os jovens, deixando um legado de esperanças falhadas, ira e desconfiança na identidade da nossa democracia", afirmou.

Na opinião de Draghi, a República da Irlanda é um dos países que conseguiu "alguns avanços" para reduzir o desemprego jovem, que se situa agora em torno de 12,7%, mas que chegou a triplicar entre 2007 e 2013 até superar 30%.

Para abordar as "causas estruturais", defendeu, é necessário alcançar um "grau uniforme de proteção dos trabalhadores", bem como "acordos laborais flexíveis" e "programas de formação profissional eficazes".

Ao mesmo tempo, deve manter-se um "alto grau de livre comércio" e conceder "apoio para reduzir o custo social da mobilidade laboral", adiantou o presidente do BCE.

Draghi recordou que, ainda que a taxa de desemprego na zona euro tenha caído até 9%, o desemprego entre jovens com idades entre os 15 e os 24 anos se situa ainda em 19%, quatro pontos percentuais mais do que no início da crise em 2007.

Este problema, sublinhou, é maior, além da Irlanda, em países como a Grécia e Espanha, onde o desemprego jovem é atualmente de 23% e de 18%, respetivamente, depois de ter subido até máximos de 50% em plena crise.

Draghi afirmou ainda que este tipo de desemprego se deve reduzir a um ritmo similar ao da recuperação da zona euro, onde a economia cresceu em 17 trimestres consecutivos.

O presidente do BCE vai aproveitar a deslocação a Dublin para se reunir hoje com o primeiro-ministro irlandês, o democrata-cristão Leo Varadkar, com quem vai debater entre outros assuntos a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) e o impacto desta no país, informaram fontes oficiais.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon