Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Presidente do Brasil abre reunião de MNE confiante no futuro da CPLP

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

O Presidente do Brasil, Michel Temer, manifestou-se hoje confiante no futuro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e enalteceu a cooperação dos nove Estados-membros na abertura de um Conselho de Ministros do bloco em Brasília.

"É minha convicção e de todos os brasileiros que o destino da CPLP é crescer cada vez mais porque esta comunidade está apoiada nos pilares da concertação política e diplomática, na cooperação e na promoção do nosso idioma e das nossas relações", acrescentou o chefe de Estado.

Michel Temer considerou que a língua portuguesa tem hoje "uma significação internacional".

"Por isto quero associar-me a todos aqueles que aplaudem a trajetória até aqui percorrida pela CPLP, em que sobressai a nossa capacidade de diálogo construtivo e de realizar ações coordenadas", disse.

O ministro das relações exteriores do Brasil, Aloysio Nunes, recebe hoje homólogos dos outros oito países membros da CPLP (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) numa reunião para discutir o andamento da agenda do bloco.

Logo após o discurso do Presidente brasileiro, Aloysio Nunes abriu os trabalhos da reunião, destacando que a Fundação Alexandre Gusmão (Funag), ligada à sua pasta, irá creditar até ao final da presidência rotativa do Brasil na CPLP seminários e publicações para dar visibilidade ao bloco e refletir sobre o que une a comunidade dos países de língua portuguesa.

Referindo problemas de saúde, o ministro retirou-se da reunião, mas informou que retomaria os trabalhos com os outros chefes da diplomacia da CPLP após passar por uma consulta médica.

A CPLP completou esta semana 21 anos e integra atualmente Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

O Brasil ocupa a presidência rotativa da CPLP desde a XI cimeira, realizada em Brasília nos dias 31 de outubro e 01 de novembro de 2016, sob o tema "A CPLP e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável".

O Brasil passará em 2018 a presidência da organização para Cabo Verde.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon